14.08.15

Viver é como andar de bicicleta!

Certa vez Albert Einstein disse que “Viver é como andar de bicicleta: é preciso estar em constante movimento para manter o equilíbrio.” Creio que você já andou de bicicleta, não é? Mesmo que seja uma volta no quarteirão ou no parque com os filhos, com os amigos…

Mas vamos pensar o seguinte: você planejou uma meta e pretende andar de bicicleta pelo menos uma hora por dia!

Você sabe que diversos desafios aparecerão e deverão ser vencidos. A partir daí é visitar a roupa, calçar as meias o tênis e as luvas e por último, mas não menos importante, colocar o capacete!

Pronto! Você está no seu trajeto. Primeiro uma reta, onde o pedalar não é tão necessário. Alguns veículos (leves e pesados) respeitam você ali na pista, já outros, passam bem perto, gerando aquele vento forte pra cima de você!

Mas no geral podemos dizer que é um percurso tranquilo. Você até deixa a marcha mais pesada, afinal é uma reta. Nada de moleza, não é mesmo?

Em outro momento do percurso aparece aquele bela descida, onde o pedalar não é mais necessário. Aquela sensação de ter o vento batendo no seu rosto é indiscritível. Você não o vê, mas o sente muito bem! E isso refresca o corpo que já está quente devido ao calor!

No final da descida uma pequena reta e no final da reta, você se depara com aquela rua íngreme, a tão famosa e temida ladeira!! Mas você tem metas a cumprir e subir a rua empurrando a bicicleta, não está nos seus planos.

Começou a subida e agora você precisa de uma marcha mais leve. Da quinta você muda para a terceira. A dor nas pernas é grande! O certo é mudar de terceira para a primeira marcha.

Mesmo assim a rua está repleta de veículos (leves e pesados) passando muito, mas muito próximo de você! Aquele ar fresco já não existe. O que você recebe em troca é uma baforada saindo do escapamento de um caminhão.

Para ajudar, um rapaz de moto (para mostrar que é mais rápido que você) passa tirando uma fina, buzina e ainda reclama da sua presença ali. Mas você tem que continuar firme. Descer da bicicleta, nem pensar!! E a meta?

De repente as pernas já não respondem mais os seus comandos! A respiração é ofegante e manter o controle já não é fácil. A garrafa de água está próxima, mas não dá para acabar com a sede, você toma um pequeno gole que serve só para molhar a garganta, que logo em seguida já está seca.

A dor nas canelas é insuportável! Parece que algo está perfurando os ossos! E a dor nas costas então? É demais para uma pessoa só! Mas por alguns momentos, você esquece de tudo; do barulho dos veículos, das buzinas, e concentra-se na meta a ser batida!!

Em determinado momento a rua íngreme começa a mudar, você começa  a olhar para trás e vê toda aquela ladeira percorrida, vencida! A partir de agora ela se transforma em uma reta e nela só você! Nenhum veículo, nenhuma moto, nada de buzina…

O gole na água agora é mais demorado e saboroso, o ar fresco vem ao seu encontro refrescando o seu corpo, o pedalar já não é necessário, afinal, descansar as pernas é preciso! O percurso está no final e mais uma meta está próxima de ser cumprida.

Na nossa vida é assim! Situações ruins e boas estão presentes em nosso dia a dia! Dores, decepções, angústias, dúvidas, problemas, desilusões, tristeza, morte, vida, amor, alegria, conquistas, superações, felicidades, fé, esperança e oração!

É isso mesmo oração! Ela é a base para estarmos em contato com Deus! Por muitas vezes não O vemos como gostaríamos, mas através da oração, o Espírito Santo, nos deixa com os ouvidos atentos para ouvir a voz do nosso Deus!

Como bem lembrou Einstein, “Viver é como andar de bicicleta: é preciso estar em constante movimento para manter o equilíbrio.” Portanto precisamos ter Deus ao nosso lado para não perdermos o equilíbrio na nossa caminhada!

Lembre-se: “Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.” Romanos 8:28

Autor: Uma Mensagem de Vida

Deixe o seu comentário

*



Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>