Aprenda a atrair dinheiro

O castigo de Geazi!

No capitulo cinco de 2Reis, podemos ler a cura de Naamã; ele tinha lepra. Se você ainda não conhece a história acompanhe comigo. Caso você já conheça, vamos relembrar:

1 Naamã, comandante do exército do rei da Síria, era muito respeitado e honrado pelo seu senhor, pois por meio dele o Senhor dera vitória à Síria. Mas esse grande guerreiro ficou leproso.

2 Ora, tropas da Síria haviam atacado Israel e levado cativa uma menina, que passou a servir à mulher de Naamã. 3 Um dia ela disse à sua senhora: “Se o meu senhor procurasse o profeta que está em Samaria, ele o curaria da lepra”.

4 Naamã foi contar ao seu senhor o que a menina israelita dissera. 5 O rei da Síria respondeu: “Vá. Eu lhe darei uma carta que você entregará ao rei de Israel”. 

Então Naamã partiu, levando consigo trezentos e cinqüenta quilos de prata, setenta e dois quilos de ouro e dez mudas de roupas finas. 6 A carta que levou ao rei de Israel dizia: “Junto com esta carta estou te enviando meu oficial Naamã, para que o cures da lepra”. 

7 Assim que o rei de Israel leu a carta, rasgou as vestes e disse: “Por acaso sou Deus, capaz de conceder vida ou morte? Por que este homem me envia alguém para que eu o cure da lepra? Vejam como ele procura um motivo para se desentender comigo!”

8 Quando Eliseu, o homem de Deus, soube que o rei de Israel havia rasgado suas vestes, mandou-lhe esta mensagem: “Por que rasgaste tuas vestes? Envia o homem a mim, e ele saberá que há profeta em Israel”.

9 Então Naamã foi com seus cavalos e carros e parou à porta da casa de Eliseu. 10 “Eliseu enviou um mensageiro para lhe dizer: “Vá e lave-se sete vezes no rio Jordão; sua pele será restaurada e você ficará purificado”.”

11 Mas Naamã ficou indignado e saiu dizendo: “Eu estava certo de que ele sairia para receber-me, invocaria em pé o nome do Senhor ,o seu Deus, moveria a mão sobre o lugar afetado e me curaria da lepra.

12 Não são os rios Abana e Farfar, em Damasco, melhores do que todas as águas de Israel? Será que não poderia lavar-me neles e ser purificado?” E foi embora dali furioso.

13 Mas os seus servos lhe disseram: “Meu pai, se o profeta lhe tivesse pedido alguma coisa difícil, o senhor não faria? Quanto mais quando ele apenas lhe diz que se lave, e será purificado!”

14 “Assim ele desceu ao Jordão, mergulhou sete vezes conforme a ordem do homem de Deus e foi purificado; sua pele tornou-se como a de uma criança.”

15 Então Naamã e toda a sua comitiva voltaram à casa do homem de Deus. Ao chegar diante do profeta, Naamã lhe disse: “Ago­ra sei que não há Deus em nenhum outro lugar, senão em Israel. Por favor, aceita um presente do teu servo”.

16 O profeta respondeu: “Juro pelo nome do Senhor , a quem sirvo, que nada aceitarei”. Embora Naamã insistisse, ele recusou.

17 E disse Naamã: “Já que não aceitas o presente, ao menos permite que eu leve duas mulas carregadas de terra, pois teu servo nunca mais fará holocaustos e sacrifícios a nenhum outro deus senão ao Senhor .

18 Mas que o Senhor me perdoe por uma única coisa: quando meu senhor vai adorar no templo de Rimom, ­eu também tenho que me ajoelhar ali, pois ele se apóia em meu braço. Que o Senhor perdoe o teu servo por isso”.

19 Disse Eliseu: “Vá em paz” .”

O milagre de Deus aconteceu através de Eliseu com a cura de Naamã. Uma grande benção, não é mesmo?

Depois da cura, Naamã proferiu as seguintes palavras: “Ago­ra sei que não há Deus em nenhum outro lugar, senão em Israel. Por favor, aceita um presente do teu servo”.

Eliseu sabiamente respondeu: “Juro pelo nome do Senhor , a quem sirvo, que nada aceitarei”. Embora Naamã insistisse, ele recusou.

Naamã reconheceu a soberania de Deus e depois ofereceu algo que não abalou as estruturas de Eliseu, mas as de Geazi…

Vamos continuar com a leitura:

Quando Naamã já estava a certa distância, 20 Geazi, servo de Eliseu, o homem de Deus, pensou: “Meu senhor foi bom demais para Naamã, aquele arameu, não aceitando o que ele lhe ofereceu. 

Juro pelo nome do Senhor que correrei atrás dele para ver se ganho alguma coisa”. 21 Então Geazi correu para alcançar Naamã, que, vendo-o se aproximar, desceu da carruagem para encontrá-lo e perguntou: “Está tudo bem?”

22 Geazi respondeu: “Sim, tudo bem. Mas o meu senhor enviou-me para dizer que dois jovens, discípulos dos profetas, acabaram de chegar, vindos dos montes de E­fraim. 

Por favor, dê-lhes trinta e cinco quilos de prata e duas mudas de roupas finas”. 23 “Claro”, respondeu Naamã, “leve setenta quilos”. 

Ele insistiu com Geazi para que os aceitasse e colocou os setenta quilos de prata em duas sacolas, com as duas mudas de roupas, entregando tudo a dois de seus servos, os quais foram à frente de Geazi, levando as sacolas.

24 Quan­do Geazi chegou à colina onde morava, pegou as sacolas das mãos dos servos e as guardou em casa. Mandou os homens de volta, e eles partiram.

25 Depois entrou e apresentou-se ao seu senhor Eliseu.E este perguntou: “Onde você esteve, Geazi?”Geazi respondeu: “Teu servo não foi a lugar algum”.

26 Mas Eliseu lhe disse: “Você acha que eu não estava com você em espírito quando o homem desceu da carruagem para encontrar-se com você? 

Este não era o momento de aceitar prata nem roupas, nem de cobiçar olivais, vinhas, ovelhas, bois, servos e servas.

27 Por isso a lepra de Naamã atingirá você e os seus descendentes para sempre”. Então Geazi saiu da presença de Eliseu já leproso, parecendo neve.

O que acabamos de ver aqui, podemos ver ao ligarmos a tv com os profetas, ou melhor, com os fanfarrões da prosperidade. Na história em 2Reis, vimos que Geazi, um aprendiz de profeta, pensou em ficar rico ao pedir a recompensa que Eliseu rejeitou.

Ele até bolou um plano “bem do sem vergonha” para tirar proveito da situação, mas no final a consequência foi inevitável: ficou leproso!! Da mesma maneira que Geazi, muitos fanfarrões imaginam que o dinheiro pode ser trocado pelas bênçãos de cura e misericórdia de Deus.

Toalhas, tijolos, rosas, perfumes, lenços, canetas e tantas outras coisas que são trocadas por dinheiro para que as pessoas possam alcançar suas bênçãos, não tem fundamento bíblico. Se tivesse, Geazi nem seria citado na mensagem de hoje.

Se você está em uma igreja que tem todos esses “badulaques” ou se você é o fanfarrão responsável pelos “badulaques”, fica a dica:

O verdadeiro serviço é motivado pelo amor e pela devoção ao nosso Mestre, e não busca em nenhum momento o proveito pessoal. Siga o exemplo de Eliseu!

Quer continuar servindo a Deus? Então, por favor, faça uma auto-análise, pois é impossível servir a Deus e ao dinheiro. Palavras do Mestre!!!24 Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro.”  Mateus 6

Autor: Uma Mensagem de Vida

Deixe o seu comentário

*



Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>